EM CARTAZ

TEMPOS CRÍTICOS NO NOVO CINEMA ALEMÃO


A mostra ainda conta com algumas sessões especiais:

 

SESSÃO ESPECIAL DE CURTAS /qui 7jun 19h00 • qua 27jun 16h00

Nos dias 7 e 27 de junho às 19h ocorre uma sessão de curtas com obras experimentais de importantes cineastas do período, realizadas no começo de suas carreiras.

Brutalidade em Pedra
Brutalität in Stein
Construções ostensivas do III Reich são testemunhas silenciosas dos horrores nazistas.
Alemanha Ocidental, 1961, 12’
direção: Alexander Kluge, Peter Schamoni

O Vagabundo da Cidade
Der Stadtstreicher
Um bêbado perambula pela cidade até que encontra um revólver no meio do caminho.
Alemanha Ocidental, 1966, 10’
direção: Rainer Werner Fassbinder

A Defesa sem Precedentes do Forte Deutschkretz
Die Beispiellose Verteidigung der Festung Deutschkreuz
Homens encontram uniformes e armas em um forte abandonado, o que os transforma.
Alemanha Ocidental, 1967, 15’
direção: Werner Herzog

Subjetividade
Subjektitüde
Uma mulher caminha pelas ruas da cidade refletindo sobre os transeuntes.
Alemanha Ocidental, 1967, 4’
direção: Helke Sander

Same player shoots again
Um soldado cambaleante caminha longamente, parecendo poder cair a qualquer momento.
Alemanha Ocidental, 1968, 12’
direção: Wim Wenders

Argila
Experimento com duas telas simultâneas, uma colorida e a outra em preto e branco, espelhadas e separadas por um pequeno atraso temporal.
Alemanha Ocidental, 1969, 36’
direção: Werner Schroeter

 

SESSÃO ESPECIAL HITLER /sex 22jun 14h00

Há ainda uma sessão especial de Hitler - Um Filme da Alemanha, experiência fílmica única de 7 horas de duração, a começar excepcionalmente às 14h no dia 22 de junho.

Hitler: Um filme da Alemanha
Hitler - Ein Film aus Deutschland
Uma visão provocativa que se propõe a mostrar como a história de Hitler se encontra associada à história mitológica europeia, numa especulação sobre o bem, o mal e o papel do resto da humanidade frente aos horrores do holocausto.
O filme incorpora fantoches e trilha sonora wagneriana em uma estética singular próxima da encenação operística. Com sete horas de duração, está entre os mais longos da história do cinema.
Alemanha Ocidental, 1977, 442’
direção: Jürgen Syberberg.

 

entrada franca